top of page

pode me dar um canudo?


A polêmica dos canudos parece ter diminuído depois de entrar em vigor a lei que proíbe o uso desse item em plástico. Mas além dos danos para o meio ambiente, o que quero trazer aqui hoje é a seguinte questão "Qual a real necessidade do canudo no seu drink?"


Ok ok, sei que muitos defendem tê-los no balcão "por que o cliente sempre pede". Mas, será que não cabe você passar o questionamento para ele também? Primeiro vamos pensar na grande estrela do copo... O COQUETEL ...

Pensado para que seja uma mistura de vários ingredientes, ele traz sua complexidade não só para o paladar, mas, também em aroma.


A complexidade do paladar está intrinsecamente ligada ao olfato, e a interação entre aroma e sabor é fundamental para a nossa apreciação e compreensão das bebidas que oferecemos.


Quando consumimos uma bebida, através de um canudinho, estamos diminuindo essa associação e afetando nossa experiência sensorial.


Ao beber diretamente de um copo, por exemplo, o aroma da bebida é liberado e sobe em direção ao nariz, onde é captado pelas células olfativas. Esse aroma enriquece a experiência gustativa, permitindo que percebamos sabores complexos e sutis. No entanto, ao usar um canudinho, parte desse aroma é perdida, pois a bebida passa diretamente pela boca, sem passar pelo nariz da mesma maneira.


Isso significa que, ao beber com um canudinho, nossa percepção de sabor pode ser menos completa e menos rica do que quando bebemos diretamente do copo.


Estimular que seu cliente beba diretamente do copo pode permitir que você desfrute ao máximo dos sabores e aromas que a bebida tem a oferecer.


PS.: Sim, claro, existem coquetéis que pedem o uso de canudo para que seja possível a degustação, um exemplo são os juleps. Mas isso é papo para um próximo post.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

gelo

bottom of page